Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

Descer?

Eu ontem, hoje e talvez sempre tenho tido pesadelos que tem me tirado o sono, me apertado o coração, me incomodado a ponto de fazer quebrar o efeito.

Porque depois de meses consumida pela droga que secava as lágrimas, finalmente acabou o tempo de seca e elas vieram com força total, assim como aquele desanimo, aquela falta de expectativa e aquela tristeza sem fim.

Esta tristeza é um oceano imenso que simplesmente me consumiu, me tornou uma pessoa apática, fria, sem paciência, grossa... apenas mais uma daquelas que quando é vista as pessoas só conseguem sentir dó.

E na verdade eu me sinto acomodada, sem força para tentar sair do lugar, por mais estúpido que isso possa soar... ou masoquista.

Sinto preguiça... de viver, de sair, de argumentar, de dizer e até mesmo de escrever.

Queria reencontrar nas palavras minha terapia barata, minha fonte de ilusões reais, projetos audiovisuais... uma grande busca pela viagem sem fim.
Seria o ponto final?
Se sim, certo que alguém deu sinal.